Aleitamento de gêmeos precisa de estimulo e descanso

Foque no que você pode mudar para ser feliz

As autoras americanas Cathy Greenberg e Barret Avigdor escreveram o livro “What Happy Working Mothers Know” (“o que as mães felizes que trabalham fora sabem”), a partir da inquietação: é possível ser mãe, ter uma carreira, equilibrar tudo e ser feliz?

Segundo o livro, a resposta é sim. As autoras defendem que felicidade é um estado de bem estar individual, diferente para cada um, mas que pede que nos concentremos nas coisas e pessoas que trazem um sentido positivo às nossas vidas. É a escolha de olhar além do imperfeito e aprender a ser feliz, e para isso é necessário treinarmos nossas mentes, dizem.

O psicólogo Jonathan Haidt, da Universidade de Virginia (EUA), segue raciocínio semelhante, e com ele criou a “equação da felicidade”. A fórmula da felicidade (FF) combina aspectos genéticos (G), condições atuais de vida (V) e atividades livres, que escolhemos realizar (A):

FF = G + V + A

A fórmula indica que, se está infeliz, deve se concentrar nas letras V e A, ou seja, onde você tem poder de gerenciamento. As autoras americanas propõem um modelo para que as mães possam gerenciar esta parte da equação, e segundo o qual devemos focar em nossa saúde física e mental, nos adaptar às circunstâncias, termos orgulho da família e do trabalho, e sermos jovens de coração.

Saiba mais.

Foque no que você pode mudar para ser feliz