Haddad aprova lei para multar quem impedir amamentação em público

Haddad aprova lei para multar quem impedir amamentação em público

Foi sancionada a lei que garante às mães o direito de amamentar seus filhos em qualquer estabelecimento de São Paulo. O prefeito Haddad, na terça-feira (14 de maio), aprovou a lei que prevê multa de R$ 500 para quem proibir o ato e em caso de reincidência, o valor dobra. Vale ressaltar que o estabelecimento não precisa ter uma área específica para amamentação, basta permitir que a mãe o faça.

O projeto de lei é do vereador Aurélio Nomura (PSDB) e foi proposto após o episódio em que uma mãe foi orientada a não amamentar o filho em público no Sesc Belenzinho, na Zona Leste, em 2013. O fato teve repercussão na internet e mãe realizaram uma amamentação coletiva, chamada de “mamaço”, no Sesc.

Sobre o ocorrido, a administração do Sesc Belenzinho pediu desculpas e informou que uma funcionária novata teria indicado a sala de amamentação à mãe e uma segunda funcionária, ao presenciar o diálogo, corrigiu a orientação.

Confira a matéria completa.

Haddad aprova lei para multar quem impedir amamentação em público