Leite materno: os desafios de garantir a amamentação exclusiva

Leite materno: os desafios de garantir a amamentação exclusiva

Uma pesquisa realizada no Canadá comprova que o apoio paterno é fundamental para o sucesso do aleitamento materno. Na pesquisa, os casais com pais que eram melhores informados sobre amamentação possuíam melhores resultados, inclusive em relação à satisfação da mãe com o apoio do parceiro.

A ajuda do homem, porém, não se resume a oferecer mamadeira para que a mulher possa dormir mais. Ele pode fazer sua parte de outras maneiras, pegando o bebê no colo, deixando as coisas à mão para a mãe, oferecendo pequenos cuidados e simplesmente estando presente, prestando apoio emocional. Entre as atitudes do pai que fazem a diferença neste momento, confira as cinco principais:

Buscar informação: conforme revelou a pesquisa, o conhecimento é essencial. O companheiro deve estar envolvido na busca de informações antes mesmo de o bebê nascer.

Ser consciente e não criar expectativas erradas: o parceiro precisa compreender o momento e que pode parecer fácil amamentar, mas não é. É exaustivo física e emocionalmente, e por isso não criar a expectativa de que tudo volte a ser como era antes do nascimento do bebê imediatamente já facilita muito.

Estar presente: A presença de um adulto que compreenda o a mãe e que esteja conectado emocionalmente é fundamental para manter a sanidade da mãe que, na fase inicial do aleitamento, fica muito tempo com o bebê.

Assumir outras tarefas: Como a mãe ficará muito tempo dando atenção ao recém-nascido, é importante que o pai assuma as outras responsabilidades, como cuidados com os filhos mais velhos, organização da casa, alimentação, entre outros.

Intermediar: Além da adaptação que o nascimento do bebê exige, as mulheres ainda precisam ouvir comentários e palpites de familiares e amigos. Cabe ao pai ser o intermediário e mostrar o limite às visitas.

Confira a matéria completa: http://glo.bo/1LznD7s

Leite materno: os desafios de garantir a amamentação exclusiva