Mercado online de leite materno preocupa especialistas nos EUA

Mercado online de leite materno preocupa especialistas nos EUA

Nos EUA, a venda ilegal de leite materno pela internet é motivo de preocupação para as autoridades médicas. Diferentemente do que ocorre aqui no Brasil, os americanos não contam com um banco de leite gratuito. Alguns locais chegam a cobrar até 4 dólares por 30 mililitros, por isso a ascensão desse mercado ilegal.

Sem o devido controle de qualidade, os preços praticados podem cair drasticamente, o que fomenta a procura pelo leite na internet. Logo, o risco de encontrar um produto contaminado é alto, já que tudo o que circula na corrente sanguínea da mulher vai parar no leite, como antibióticos, bactérias, álcool (caso tenha ingerido) etc.

Dessa forma, é impossível saber a procedência do leite comprado pela internet, que, de acordo com um estudo, pode estar contaminado por bactérias patogênicas, como consequência de más práticas de coleta, armazenamento e distribuição do alimento.

No Brasil, apesar de termos um banco gratuito que é referência mundial, ainda falta leite, pois não há o hábito de doação. Isso pode ser um sinal de que o mesmo que ocorre nos EUA, possa vir a acontecer aqui. Outro fator que pode incentivar o surgimento desse mercado ilegal, é de outros setores consumir o alimento, como fisioculturistas, devido às proteínas encontradas no alimento, e entusiastas da beleza, que alegam que o leite materno tem propriedades rejuvenescedoras para a pele.

Confira a matéria completa.

Mercado online de leite materno preocupa especialistas nos EUA