Jeitos de amamentar

Por que o pai não ajuda a cuidar do bebê?

Após o nascimento do bebê, mesmo quando o marido tem boa vontade, podem surgir problemas na divisão das tarefas. Segundo a psicóloga e psicoterapeuta Sandra Samaritano, um marido prestativo que cuide da casa e ajude com o bebê enquanto a mulher se recupera do parto, por exemplo, pode despertar na mãe sentimentos contraditórios. Ao mesmo tempo em que fica satisfeita, pode temer perder sua função.

A psicóloga afirma que, quando a mulher se torna mãe, tende a sofrer com tudo o que precisa resolver, porém tem dificuldade em aceitar ajuda. Assim, acabam desqualificando o trabalho do homem, pois não acham que alguém pode fazer nada melhor do que elas mesmas. É preciso, entretanto, dar a oportunidade ao parceiro.

Outro ponto fundamental é o diálogo. Cobranças e ordens em excesso criam distanciamento entre os pais, e é importante que ambos conversem de forma sincera, compreendendo os limites um do outro.

O trabalho dentro e fora de casa também pode causar confusão. As mulheres que passam os primeiros 4 a 6 meses de vida do filho em casa, principalmente, podem acabar com a ideia equivocada de que a responsabilidade de levantar à noite para trocar a fralda é somente delas, uma vez que o marido sai para trabalhar. O mais sensato, entretanto, é que a cada noite levante quem estiver em melhores condições.

Saiba mais.
Por que o pai não ajuda a cuidar do bebê?