Gestação múltipla

A gestação múltipla, ou gravidez gemelar é aquela em que ocorre a formação de mais de um feto simultaneamente. A incidência da gravidez gemelar é de 1 para cada 80 gestações. O aumento das chances de gravidez gemelar está associado a histórico familiar, alimentação e tratamentos para a infertilidade.

Há dois tipos de gestação gemelar, a gestação monozigótica, que forma gêmeos idênticos e a gestação dizigótica, que dá origem a bebês diferentes, que podem ou não ser do mesmo sexo, tendo cada um a sua bolsa e placenta.

A gestação monozigótica:
Ocorre quando o óvulo já fecundado, depois de alguns dias, dá origem a um ovo que sofre uma divisão ao acaso, formando dois bebês idênticos geneticamente. Os bebês originados desse tipo de gestação serão do mesmo sexo e apresentarão as mesmas características físicas.

A gestação dizigótica:
Ocorre quando dois óvulos distintos são fecundados por dois espermatozóides de modo separado. Neste caso, os gêmeos poderão ou não ter o mesmo sexo e cada um terá sua própria placenta e bolsa.  Esse tipo de gestação costuma ser mais comum que a gestação monozigótica, sendo que em alguns casos, principalmente após tratamentos de esterilidade, pode ocorrer a formação de trigêmeos ou mais.

A gestação múltipla é considerada uma gravidez de alto risco, uma vez que pode trazer complicações tanto para a mãe quanto para o feto.

Neste tipo de gestação é freqüente a realização de partos prematuros, de modo que o bebê poderá ter certas complicações, como baixo peso ou aquisição de certas doenças. Por isso é indicado que nos últimos meses de gravidez, a mãe se mantenha em absoluto repouso, para que ela não entre em trabalho de parto.

Para a mãe, as conseqüências são outras, como ocorre um grande aumento do volume uterino, é normal que a mulher apresente mais enjôos, hipertensão, falta de ar, diabetes, anemia ou mesmo abortamentos espontâneos nos primeiros meses de gravidez. Vale lembrar que nesse tipo de gestação é comum a necessidade de cesárea no lugar do parto normal. A gestante que apresentar gravidez múltipla deverá ter um acompanhamento médico especial, sendo que o parto deverá ocorrer em lugares especializados.