O difícil momento da volta ao trabalho

Muitas mulheres se perguntam de que forma irão lidar com a volta ao trabalho após meses de vínculo estabelecido com o bebê.

Muitas decisões devem ser tomadas ao final da licença maternidade. A primeira delas está relacionada ao futuro do recém nascido – Ele ficará em creche ou em berçário?. Em qualquer um dos casos, os pais devem conhecer muito bem as condições do estabelecimento, além de conhecer melhor os profissionais que atuarão nos cuidados do filho.

Em alguns casos as mamães optam por deixar os filhos com as babás, mas será que vale a pena?

Tudo depende do seu ponto de vista e preferência para o momento. Uma babá terá condições de proporcionar atenção somente ao recém nascido, diferente da creche ou berçário, ao mesmo tempo, o bebê continuará no mesmo ambiente em que convivia com a mamãe, facilitando os hábitos e a adaptação. Por outro lado, o custo de manutenção de uma babá é relativamente alto e exige uma proximidade muito grande com os pais, afinal de contas será um estranho em sua própria casa. É importante que se investigue o passado profissional da pessoa que cuidará de seu filho, só assim você se sentirá mais segura(o) nessa etapa importante de retorno ao trabalho.

Quanto ao psicológico da mamãe no momento do retorno ao trabalho é outro fator a ser discutido.

Muitas mães se sentem culpadas ao retornar ao trabalho, pois acreditam que o filho sentirá carência e que crescerá desprovido de carinho e amor. Isso não é bem verdade. O importante é proporcionar o máximo de afeto possível ao filho nos momentos de proximidade. Invista em brincadeiras, sempre alimente o recém-nascido, participe dos banhos, sem deixar essa tarefa para terceiros.

Vale ressaltar que é de extrema importância o diálogo entre os pais nesse período. A mamãe naturalmente ficará mais sensível na volta ao trabalho e o papai deve sempre oferecer apoio e compreensão. Por isso, os papais devem sim auxiliar as mamães nas madrugadas em que o bebê acordar chorando.

O retorno ao trabalho é uma tarefa difícil, que deve ser superada com bastante sabedoria e compreensão por parte dos pais.