O uso da chupeta

O uso da chupeta

O uso da chupeta é um dos assuntos que mais gera controvérsias entre pais e especialistas. Para muitas mamães esse acessório é visto como um item indispensável, capaz de cessar o choro do bebê, proporcionando assim uma sensação de relaxamento e prazer à criança.

Muitos especialistas afirmam que os bebês não necessitam de chupetas, uma vez que já nascem com a função de sucção plenamente desenvolvida. Os bebês que mamam ao seio, geralmente, conseguem com a sucção atingir suas necessidades musculares e alimentares ao mesmo tempo.

Normalmente, a chupeta é direcionada aos bebês que mamam o tempo todo, ou seja, possuem uma necessidade elevada de sucção. Assim, o ato de sugar a chupeta, conhecida também como sucção não nutritiva, serve como um exercício de sucção muito semelhante ao processo de amamentação.

Em outros casos, a chupeta também é utilizada para evitar a sucção de dedo, pois além de ser um hábito mais difícil de ser eliminado, pode também ocasionar danos ao desenvolvimento buco-facial da criança.

É importante que os familiares utilizem a chupeta de forma racional, visto que o uso inadequado pode se tornar prejudicial, acarretando problemas quanto à dentição, gerando transtornos que incidirão na fala, respiração, mastigação e deglutição. Contudo, alguns requisitos são indispensáveis para evitar tais problemas, como:

– Ler atentamente as especificações da embalagem, pois garantirá a compra do modelo de chupeta compatível a idade do bebê,

– Orienta-se o uso da chupeta ortodôntica;

– Verificar se a borracha da chupeta está firme e não está descolando;

– Manter cuidados especiais com a higiene da chupeta, lavando-a sempre.

Como tirar a chupeta?

O uso da chupeta é comum na fase do desenvolvimento infantil, entretanto, quanto mais cedo ela for retirada, melhor. Recomenda-se que não passe dos três anos de idade. O ideal é tirar de maneira gradual sem ocasionar traumas à criança.  Veja a seguir algumas dicas para auxiliar os familiares nessa tarefa:

– O uso deverá ser mínimo, somente em situações de cansaço ou para adormecer. No caso do bebê largar, não deverá ser recolocada.

– Caso a criança utilize o acessório junto às roupas, retire-o imediatamente;

– Mantenha apenas uma chupeta em uso;

– Procure conversar com a criança, explicando o que irá ser feito e o porquê, sem voltar atrás.