Os sintomas da depressão pós-parto

Os sintomas da depressão pós-parto

Como vimos no artigo anterior, a principal causa da depressão pós-parto está associada ao desequilíbrio hormonal entre progesterona e ocitocina. O principal efeito disso é a depressão, que costuma acometer as mães a partir da segunda semana depois do parto. Quando esse desequilíbrio hormonal é acentuado, as mulheres podem apresentar a forma agressiva da doença, chamada de psicose puerperal. A psicose puerperal faz com que a mulher  fique fora da realidade, levando a atitudes de abandono e violência contra o bebê.

Entretanto, quando esse desequilíbrio hormonal é menos acentuado, a mulher costuma apresentar a forma menos agressiva e mais comum da doença, é a dita depressão. Os sintomas da depressão são menos severos comparados ao da psicose puerperal.

É importante ressaltar que nem toda sensação de desânimo e ansiedade corresponde ao quadro de depressão pós-parto. Algumas mulheres, após o parto, podem apresentar alguns sintomas como ansiedade, medo, tremedeira, tontura, sendo considerados apenas sintomas do que é chamado de ansiedade pós-parto. Por isso, a visita ao medico é fundamental para o diagnóstico e tratamento da doença.

Listaremos a seguir alguns dos sintomas que as mulheres com depressão pós-parto podem apresentar:

– Sensação de inquietação ou irritação.

– Sensação de tristeza profunda.

– Choro excessivo, quase sempre sem motivos claros.

– Perda do interesse por atividades que costumava praticar.

– Sensação de culpa por tudo que acontece, mesmo que não tenha envolvimento direto com o fato.

– Perda de energia, cansaço excessivo em praticamente todas as atividades, incluindo atividades relacionadas a própria higiene.

– Falta de apetite, seguida de perda de peso.

– Muito apetite, seguido de ganho de peso.

– Insônia, ou sono interrompido.

– Sensação de que vai machucar o bebê.