Parto normal (parte I)

Primeiro período: A dilatação do colo uterino

O parto normal é iniciado pelo período de dilatação do colo uterino. Essa fase do parto é acompanhada das contrações do útero que se iniciam com uma freqüência média de duas a três vezes a cada dez minutos. As contrações evoluem até a freqüência de cinco vezes a cada dez minutos indicando a proximidade da expulsão do feto. Caso houver o rompimento da bolsa, ocorrerá também o aumento do número de contrações e o trabalho de parto estará cada vez mais próximo.

Portanto, a dilatação do colo é o resultado das contrações, fazendo com que a bolsa amniótica e o bebê sejam empurrados para baixo, até que progressivamente o útero vá se abrindo. Em média, a velocidade da dilatação corresponde a um centímetro a cada hora, sendo que quando dez centímetros são atingidos, a dilatação é dita completa. Vale lembrar que a partir do primeiro parto, a velocidade da dilatação aumenta, sendo que a cada hora, ela corresponderá a um e meio centímetro ou mais.

A duração do trabalho de parto varia em média de dez a quatorze horas. Via de regra, para as mulheres que já tiveram outros partos normais, a duração tende a ser menor.

É importante que a mulher, durante a primeira fase do parto, tente se manter calma, ficando em posições confortáveis. É aconselhável que a mulher tome longos banhos com água morna – eles podem aliviar a tensão causada pelas dores dos períodos de contração. Além disso, é essencial que o parceiro ajude a mamãe nesse período, dando-lhe apoio, segurando suas mãos, massageando suas costas e a auxiliando na locomoção.

A mamãe deve encarar essa fase apenas como uma etapa para o grande objetivo – que é o nascimento do bebê. Por mais incomodo que possa ser as dores ocasionadas pelas contrações, pensar fixamente nelas pode piorar a situação. Portanto respire fundo e relaxe, sem pensar ou esperar pelas próximas contrações.

Continue a leitura: Parto normal (parte II).