Sexo na gravidez

Muitos homens e mulheres, durante a gravidez, acreditam que o sexo não deve ser praticado. No caso das mulheres, tal pensamento é sustentado pela crença de se tornarem menos atraentes ao longo da gestação. No caso dos homens, eventualmente, há de fato uma perda de interesse pela mulher ou uma preocupação em machucar o feto durante o ato sexual.

A medicina mostra que toda mulher grávida está apta a fazer sexo, exceto em casos que a mulher apresenta uma gravidez de risco, principalmente quando ocorre sangramento vaginal, contrações uterinas, dor, etc.

Nos casos de risco citados anteriormente, o médico sugere a privação de qualquer esforço físico, portanto o sexo acaba por ser introduzido na lista dos afazeres prejudiciais.

Algumas mulheres, mesmo não apresentando qualquer problema, afastam-se totalmente do sexo, por se considerarem acima do peso, feias, deselegantes e muitas vezes acreditam que o parceiro compartilha da mesma opinião, sem mesmo ter conversado com ele sobre o assunto. Neste caso, o diálogo é sempre a melhor maneira de tirar conclusões e chegar a um acordo satisfatório para o casal.

Outra razão que priva as mulheres do ato sexual, está relacionada as próprias mudanças recorrentes da gestação, que incluem o ganho de peso, e conseqüentemente o desconforto durante o sexo, os enjôos, as náuseas, as dores nas mamas, as contrações uterinas, principalmente nos últimos meses de gestação, entre outros.

Quando o afastamento físico e a privação sexual ocorrem por parte do homem, geralmente os motivos estão relacionados ao medo de machucar a mãe, a diminuição do desejo sexual, a falta de paciência em encontrar posições agradáveis durante o ato, etc. Mas vale lembrar que isso não é uma regra, uma vez que o oposto também é verdadeiro, existem homens que acreditam que as mulheres podem se tornar mais sensuais e desejáveis no período de gestação.

Seja lá qual for o motivo que esteja prejudicando a relação sexual do casal, o diálogo é sempre a melhor solução para o conflito. Se, por algum motivo, o casal decide não fazer sexo durante a gravidez, isso não significa que eles devam se afastar, pois a penetração corresponde a um único aspecto da relação sexual, sendo que os outros servem para garantir a aproximação e a cumplicidade do casal.