Varizes durante a gravidez

Varizes durante a gravidez

As varizes são veias dilatadas e sinuosas que se desenvolvem sob a superfície cutânea, em diversos graus de gravidade. As veias mais prejudicadas pela doença são as dos membros inferiores: pernas, coxas e pés. A sensação de cansaço, peso, dor, formigamento e inchaço nas pernas são alguns dos sintomas desagradáveis que caracterizam a doença.

Vista como um dos problemas mais antigos que afetam o ser humano, as varizes podem surgir ou se agravar com maior incidência nas mulheres, principalmente durante a gravidez. Isso, porque nessa fase, além das alterações hormonais, ocorre também uma maior compressão dos vasos abdominais pelo feto, obstruindo o retorno venoso e, consequentemente, a circulação sanguínea nas pernas da mãe, ocasionando a dilatação das veias nessa região. Assim, todo esse processo pode desenvolver tanto as varizes, que aparecem na forma de cordões (mais espessos), como as telangiectasias, conhecidas mais popularmente como “vasinhos”, que são pequenos vasos dilatados que surgem como linhas finas, ramificadas e avermelhadas.

As causas do aparecimento das varizes geralmente estão relacionadas à predisposição genética, entretanto, há outros fatores que desencadeiam a ação varicosa, como o desequilíbrio hormonal, trabalhar em pé por longos períodos, obesidade, número de gestações, entre outros.

Durante a gravidez é importante que as futuras mamães estejam atentas e sigam algumas recomendações básicas, mas que são essenciais para evitar ou amenizar possíveis problemas vasculares.

Confira as dicas a seguir:

– Mantenha uma alimentação balanceada, para evitar o excesso de peso e não agravar as varizes;

– Exercícios como natação, hidroginástica e caminhada são muito benéficos e indicados para ativar a circulação dos membros inferiores;

– Faça uso de meias elásticas, conforme indicação médica, pois além de evitar o surgimento de varizes e vasinhos, ajudam a aliviar o cansaço e as dores nas pernas;

– Evite permanecer em pé ou sentada por mais de quarenta minutos consecutivos. É importante revezar a posição para estimular o fluxo sanguíneo;

– Sempre que possível, quando estiver sentada, eleve os pés um pouco acima do corpo.  Coloque as pernas sobre uma cadeira, travesseiro alto ou pufe para descansá-las e facilitar a circulação;

– Opte por roupas leves e confortáveis. Dê preferência, também, aos calçados mais confortáveis e adequados à estação, preferencialmente os que possuem base larga e salto com até 4 cm.