Amamentação no combate à obesidade infantil

A obesidade se transformou numa epidemia global e de um risco à saúde de quem sofre com a balança. Além da tendência maior a desenvolver doenças cardiovasculares e problemas graves, como alguns tipos de câncer. Portanto, a incidência da obesidade em crianças e adolescentes está aumentando, assim como a preocupação, em especial, com os recém-nascidos. Já que, segundo um estudo, 80% das crianças obesas deixaram de ser amamentadas pela mãe antes dos 6 meses de idade.

A razão para que as crianças alimentadas com leite materno serem menos propensas à obesidade pode ser uma consequência de alguns fatores.

Confira a matéria completa. http://glo.bo/1kse7qm

Amamentação no combate à obesidade infantil