“Amamentar gera crianças menos agressivas”, diz médica

Amamentar é a primeira conexão física e afetuosa entre a mãe e seu filho. Como reforça a médica Marina Ferreira Rea, doutora pela USP, especialista em amamentação e membro da International Baby Food Action Network: “Do ponto de vista emocional, o vínculo estabelecido entre mãe e filho pela amamentação leva estudiosos a afirmar que a proximidade e cuidado que esse ato propicia podem contribuir para termos crianças menos agressivas no futuro”.

A médica ainda lembra que o aleitamento materno é uma das principais estratégias para diminuir a mortalidade na infância. A criança não amamentada perde uma proteção imunológica específica, contato e desenvolvimento de vínculo.

A amamentação deve durar, no mínimo, seis meses, e pode-se alternar mamadas com alimentos complementares após este período.

Saiba mais.

"Amamentar gera crianças menos agressivas”, diz médica