Fórmulas infantis não devem substituir amamentação

Devido à importância da amamentação exclusiva nos seis primeiros meses de vida do bebê, as fórmulas infantis são regulamentadas por uma ação do Ministério da Saúde, juntamente à Anvisa. Essa regulamentação determina que alguns avisos apareçam obrigatoriamente nos rótulos destes produtos, como: “O aleitamento materno evita infecções e alergias e é recomendado até os dois anos de idade ou mais”.

O fato reforça a importância do aleitamento materno exclusivo até os seis meses e continuado até os dois anos, prática que ainda é pouco frequente no país. As leis que regulam a comercialização dos produtos do gênero são aliadas às saúdes dos bebês, uma vez que garantem o uso apropriado desses alimentos e estimulam o aleitamento materno.

Saiba mais.

Fórmulas infantis não devem substituir amamentação