Má alimentação antes da gravidez aumenta em 50% as chances de parto precoce

Segundo uma pesquisa australiana, as mulheres que mantêm uma dieta pobre antes de engravidar são 50% mais propensas a ter um parto prematuro do que aquelas com alimentação saudável.

Os resultados mostram que mulheres que consomem carnes magras, peixes e frango, frutas, grãos integrais e legumes, têm significativamente menor risco de parto prematuro, e aquelas que consomem com mais frequência batata frita, bolos, biscoitos e outros alimentos ricos em gordura saturada correm risco muito maior.

Saiba mais.

Má alimentação antes da gravidez aumenta em 50% as chances de parto precoce