Manchas na pele atingem 75% das gestantes

Cuidados com a pele podem ser considerados supérfluos em um período importante como a gestação, mas é fundamental que as grávidas fiquem atentas ao surgimento de manchas na pele e procurem acompanhamento especializado.

Essas manchas, chamadas melasmas, são causadas principalmente pela predisposição genética combinada à produção de hormônios na gravidez e ocorrem principalmente na região facial. Para evita-las, é essencial o uso de cremes para proteção solar. Geralmente as manchas somem um ano após o parto, mas deixam sequelas em 30% dos casos.

Leia a matéria na íntegra.

Manchas na pele atingem 75% das gestantes