Mulheres exibem na pele os relatos da violência do parto em hospitais brasileiros

A violência obstétrica é um fato no Brasil, e 1 em cada 4 mulheres brasileiras sofre algum tipo de violência no atendimento ao parto, segundo pesquisa.

Com o objetivo de provocar a reflexão sobre a condição de nascimento, a fotógrafa Carla Raiter criou um projeto em que tatuagens temporárias contam as histórias de mulheres que sofreram com desrespeitos no parto. Nas fotos, não se vê os rostos.

Saiba mais.

Mulheres exibem na pele os relatos da violência do parto em hospitais brasileiros